MAPA ASTRAL

sábado, 26 de outubro de 2013

1469 POLÍTICA DE BENEFÍCIOS





RHs obrigados a medir o retorno do investimento

Ao mesmo tempo em que milhões são gastos na concessão de plano de saúde e auxílio alimentação, diretores e acionistas pressionam os departamentos de RH para saber qual o retorno destes investimentos para a empresa. Com a gestão de RH cada vez mais estratégica, melhorar a gestão dos recursos, implantando políticas avançadas e métodos de avaliação, é exigência.

Na HP, a pesquisa de clima organizacional comprova que os benefícios são bem avaliados pelos funcionários. Jair Pianucci, diretor de RH da empresa, lembra que o custo dos benefícios para a empresa e o valor para os empregados é diferente. "Muitas empresas investem em benefícios porque para a empresa é o custo do benefício é muito menor do que o do salário. Para a empresa, o benefício é tangível. Para o empregado, mescla o tangível e o intangível", afirma.

Embora seja considerado intangível, existem fórmulas para medir o retorno do investimento, afirma a vice-presidente do Grupisa, Rossane Pereira. Hoje, o RH tem que provar que os gastos são determinantes para o crescimento da empresa. "O RH tem dificuldade em medir o retorno do investimento, mas vai ter que desenvolver algum método", alerta.

Nenhum comentário: