MAPA ASTRAL

sábado, 23 de agosto de 2008

794 2012

Planeta se reciclando

A Terra é um imã gigantesco com diferentes níveis girando para criar um campo magnético. Quanto mais rápido a Terra gira, mais poderoso e denso é o campo magnético. Dois mil anos atrás este campo magnético atingiu o ápice de sua intensidade no ciclo atual e vem caindo desde então, a medida em que o planeta tem girado cada vez mais lento, Braden diz. O campo está agora 50% menos poderoso do que estava 1.500 anos atrás e a velocidade desta queda está aumentando muito depressa. Não há nenhuma razão para pânico porque tudo isso é parte de um ciclo natural, uma versão mais longa e infinitamente mais poderosa das estações anuais. Junto com isso vem a notícia de que a freqüência de ressonância da Terra ou, se preferir, a sua pulsação, está aumentando rapidamente. Esta freqüência, chamada de Freqüência Ressonante de Base ou Ressonância de Cavidade de Schumann, foi identificada em 1899. Entre 1899 e a metade de 1980, manteve um pulso constante ao redor de 7.8 Hertz ou 7 ciclos por segundo. Mas de 1986-87 começou a acelerar. Ao final de 1995 tinha alcançado 8.6 de acordo com algumas estimativas e os últimos números que eu ouvi estavam acima de dez e ainda subindo. Gregg Braden acredita que no ano de transformação Maya de 2012, a ressonância da Terra poderia ser de 13 ciclos por segundo enquanto que o seu campo magnético poderia estar no zero ou próximo disso. Ele chama isso de Ponto Zero, quando o campo magnético da Terra desaparecerá porque o planeta terá parado de girar. Isto não significa que não haverá gravidade porque ela também é criada por outros fenômenos, não somente pela rotação do planeta. Algo assim parece ter acontecido pelo menos 14 vezes nos últimos 4,5 milhões de anos. O último é calculado ter sido aproximadamente há 11-13.000 anos atrás, uma janela de tempo que corresponde com muitas estimativas do fim da Atlântida e o começo da recuperação daquele grande cataclismo depois de aproximadamente 10.500 AC. 13,000 anos atrás teria sido o ponto intermediário no Grande Ciclo de 26,000 anos que está terminando agora, outro tempo de grande mudança.

Nenhum comentário: