MAPA ASTRAL

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

294 REFLEXOLOGIA

Não pode ser atribuída a nenhuma cultura específica a "descoberta" da REFLEXOLOGIA. Sabe-se que diversos povos utilizaram diferentes formas de trabalho nos pés e a relação entre os pés e os órgãos internos do corpo era conhecida pelas antigas civilizações.
A mais antiga documentação que se tem notícia é proveniente do Egito. Eles eram grandes estudantes do corpo humano. Isto ficou registrado pelos artistas da época nas inscrições dos túmulos e nos murais.
A origem da Reflexologia, ou da terapia por zonas, como se chamava, ainda é um mistério. O Dr. William Fitzgerald diz no seu livro Zone 11 Jerapy que "a forma de tratamento por meio dos pontos de pressão já era conhecida na Índia e na China há mais de 2000 anos. Porém, este conhecimento parece ter-se perdido ou esquecido há muito tempo. Talvez fosse posto de lado em favor da acupuntura, que surgiu como um rebento mais forte da mesma raiz". Entretanto, esta suposição não se comprova, este conhecimento está preservado na China na massagem Tui Na, na Índia pela massagem Ayurveda, e no Japão pelo Shiatsu.
Outra suposição é a de que teve origem no Egito. Isto é sugerido por um desenho encontrado num túmulo egípcio com data de 2330 a.C. Este desenho (D1) mostra quatro pessoas, uma delas sendo tratada com uma massagem aos pés, e uma outra, com uma massagem às mãos. Outros atribuem a sua origem aos Incas, povo pertencente a uma civilização peruana muito antiga, remontando, possivelmente a 3000 a.C. Diz-se que estes passaram o conhecimento da terapia por zonas aos índios norte-americanos, que ainda hoje usam esta forma de tratamento.
Depois disso os monges budistas provenientes da Índia trouxeram para a China os seus conhecimentos de "observação dos pés e tratamento dos nervos do pé".
Na Europa do Séc. XV uma forma de REFLEXOLOGIA era praticada. Era a chamada "terapia de zonas", que visava ao alívio da dor e do cansaço através de pressão aplicada em zonas do corpo. Historia Moderna 1850 - 1962 Os britânicos fizeram grandes descobertas sobre a ação reflexa.
Os alemães se especializaram no tratamento de doenças com massagens, técnicas conhecidas como "Massagem reflexa".
Os soviéticos desenvolveram os seus trabalhos na teoria de reflexos condicionados a um enfoque psicológico.
Os Índios americanos já conheciam e usavam a massagem de zonas reflexas. Um Índio cherokee vê o pé da seguinte forma: "Seus pés caminham sobre a terra e através deles o seu espírito se une ao universo. Os nossos pés são o nosso contato com a terra e com as energias que fluem através dela".
Um otorrinolaringologista americano, o Dr. William Fitzgerald, desenvolveu a teoria de que o corpo pode ser dividido em linhas ou zonas longitudinais.
A partir deste trabalho outro médico, o Dr. Joseph Shelby Riley desenvolvendo esta prática fez diagramas e desenhos detalhados de pontos reflexos localizados nos pés.
No início de 1930, Eunice Ingham, como assistente de Riley, separou os trabalhos sobre reflexos nos pés dos trabalhos de zonas em geral.
Eunice deveria ser considerada a mãe da Moderna REFLEXOLOGIA. Ela usou a terapia por zonas em seu trabalho, mas sentiu que os pés deveriam ser os alvos específicos da terapia, devido a sua natureza altamente sensível. Ela mapeou os pés em relação às zonas e seus efeitos sobre o restante da anatomia até chegar a produzir nos próprios pés um "mapa" de todo o corpo. O seu trabalho foi tão bem sucedido que sua fama disseminou-se e ela agora é conhecida como fundadora da REFLEXOLOGIA de pés. Eunice faleceu em 1974 após ter devotado 40 anos de sua vida à REFLEXOLOGIA. Escreveu dois livros: "Histórias que os pés podem contar" e "Histórias que os pés contaram".
O que sabemos ao certo é que a terapia por zonas era usada no século XVI. Cellini (1500-1571), grande escultor florentino, exerceu, segundo se diz, uma forte pressão nos dedos das mãos e dos pés para aliviar a dor do corpo, com aparente êxito. Do presidente americano James Abram Garfield (1831-1881), que foi vítima de uma tentativa de assassinato, diz-se ter aliviado a dor exercendo pressão em vários pontos dos pés. Durante o século XVI, vários livros sobre a terapia por zonas foram publicados na Europa. Um deles foi escrito pelos Drs. Adamus e Atatis. Pouco tempo depois de ter aparecido no mercado, um outro livro semelhante foi publicado pelo Dr. Ball em Leipzig.
O início da Reflexologia, tal como a conhecemos hoje, deve-se ao Dr. William Fitzgerald. Nascido em 1872 e licenciado em medicina na universidade de Vermont, EUA, em 1895, exerceu medicina em hospitais de Viena, Paris e Londres, especializou-se em otorrinolaringologia e estabeleceu-se em Connecticut. Enquanto trabalhava em Viena, estudou a obra do Dr. H. Bresslar, que investigara a ligação entre os pontos de pressão nos pés e os órgãos internos do corpo e publicou os resultados dessa pesquisa num livro intitulado Zone Tberapy. Curiosamente, o Dr. Bresslar refere no seu livro que a massagem terapêutica dos pés era praticada no século XIV.
Na América latina a ZONOTERAPIA e em seguida a REFLEXOLOGIA, foram trazidas a princípio ao Paraguai pela missionária Margarida Gootaht, que após tratar a esposa do próprio presidente do Paraguai, passou a ensinar no instituto CONARAS, em Assuncion/Paraguay.
No Brasil, foi criada a ABRT (Associação Brasileira de Reflexologia e Terapias Afins), que vem desenvolvendo, através de seu fundador Érik Motta Pereira, um trabalho não só de divulgação, mas também como produzindo estudo e pesquisa o que coloca nosso país em situação de destaque junto a comunidade internacional.
A REFLEXOLOGIA atualmente é conhecida e utilizada em mais de 20 países representados por suas associações.

Um comentário:

Anônimo disse...

This piece of writing will assist the internet visitors for building up new web site or even a weblog from
start to end.

Review my site: Desintoxicação
my webpage - Como Desbloquear iPhone