MAPA ASTRAL

sexta-feira, 20 de julho de 2007

14 FLORAL PRA MULHERADA NO PAN

FALA SÉRIO!!!
O desconhecimento geral acerca do paradigma transdisciplinar e o preconceito conseqüente impedem que as pessoas de modo geral tomem contato com a terapêutica holística. Entre estas pessoas estão, é claro, os atletas olímpicos brasileiros que com grande brilhantismo e garra estão nos representando neste Pan-americano, na minha querida cidade do Rio de Janeiro. Desculpe, mas apesar de valorizar muito nossas conquistas que estão sendo ótimas, penso que algumas derrotas somente aconteceram por mínimos detalhes. Em alguns casos, esses detalhes tinham relação com estados emocionais e padrões mentais, a estrutura emocional, psicológica, dos sujeitos envolvidos. No caso particular da seleção feminina de volei que mais uma vez perde, tendo um escrete melhor, para a aguerrida seleção de Cuba, a derrota foi uma derrota psíquica. Já está óbvio que o aspecto emocional pesa muito sempre em nossas vidas, ainda mais em momentos decisivos, é aí que se separa o joio do trigo, é aí que despontam os campeões e os coadjuvantes. Só estou reclamando aqui - poderia dizer as mesmas coisas para seleção feminina de ginástica artística - por que esta recorrente derrota para as cubanas realmente poderia não ter acontecido se nossas meninas tivesse contato com as terapêuticas holísticas, especificamente a Terapia Floral. Tenho certeza que elas estariam muito mais focadas nelas e na vitória que por vários momentos se ofereceu à seleção brasileira, mas que não tivemos a espirituosidade de cravar o match point que nos garantiria o merecido ouro. Existe destino mas também o livre-arbítrio, essas forças dialogam incessantemente e em momentos como esses, vence quem acredita mais em si. É isso aí: fé é vitória. Tenho certeza, como profissional holístico de 13 anos de trabalho - nessa encarnação, é claro -, autor do primeiro trabalho acadêmico sobre o tema - minha dissertação de mestrado - que com floral a mulherada do volei e a ginática artística por equipe teriam uma medalha dourada para lembrar deste ano de 2007. Não que a prata não valeu, mas é que vocês são ouro e, como diria Nélson Rodrigues, nosso complexo de inferioridade atrapalha muito. Perdemos para nós mesmos.
minha receita geral - cada indivíduo teria, em verdade, que usar tbm uma fórmula específica - para os momentos de ganhar o ouro, de decidir a "parada":
Wild Oat
Walnut
Larch
Rock Rose
F. de Exame
Plantago
Penstemon
Garlic
Terra
Boa Sorte Brasil

Nenhum comentário: